Quero ter barba: como estimular o crescimento dos fios

Se algum dia você já se olhou no espelho, pôs a mão no queixo e disse “quero ter barba”, saiba que está no lugar certo! Bom, antes de tudo, não vá pensando que este post será sobre receitas milagrosas, remédios e tônicos que vão fazer seus pelos crescerem da noite para o dia. Até porque eles não existem!

O cara que sonha em ter uma barba legal e com um volume considerável precisa entender que tem que correr atrás e deixar de acreditar nessas histórias na internet com “poções mágicas” para os fios cresceremO segredo, na maioria das vezes, está nos cuidados com a barba, a pele e também com a saúde.

Por isso, aqui, você vai conhecer algumas dicas práticas sobre o que fazer no dia a dia e como se cuidar melhor para, finalmente, atingir todo o potencial da sua barba.

Em primeiro lugar, o que impede a barba de crescer?

Antes de começar qualquer procedimento, é fundamental entender os principais motivos de a barba não crescer como você sempre sonhou. Abaixo, separamos alguns exemplos mais comuns.

Questões genéticas

Da mesma forma que a calvície, o desenvolvimento da barba também está ligado às questões genéticas, especialmente em relação aos níveis de testosterona e uma de suas subcategorias, chamada de Dihydrotestosterone ou DHT. Ela desempenha um importante papel em diversas condições hormonais e estéticas, como o volume da barba, a qualidade dos fios e a saúde da pele (sebo, seborreia, acne etc.).

Na verdade, o que define o motivo de alguém ter uma barba fechada, volumosa e grande enquanto outros têm pouco ou nada é o número de receptores de hormônios existentes na pele e se a DHT está agindo neles. Por fim, vale ressaltar que esse número e a sua distribuição no rosto são determinados pela genética e, até hoje, nem os avanços da medicina permitiram modificar isso.

Alopecia

Outro fator crítico para o crescimento da barba é a alopecia. Trata-se de um distúrbio do organismo que afeta os pelos e as unhas também. Geralmente tem causas associadas ao desequilíbrio de vitaminas, ao estresse, ou mesmo a problemas de saúde.

Se perceber queda dos fios exagerada ou que a barba e cabelo estão criando “buracos” que não existiam, o recomendado é procurar um dermatologista e jamais tentar se automedicar, beleza?

Falta de cuidados

Não adianta nada falar “quero ter barba” e achar que os pelos vão crescer a partir daí. Na maior parte das vezes, crescimento, ressecamento e até queda de fios estão associadas à falta de cuidados especiais.

Má higiene, exposição ao sol, falta de hidratação, atrito e produtos errados contribuem (e muito) para a barba estagnar ou nem se desenvolver. Por isso, confira algumas dicas essenciais do que fazer no dia a dia. Continua aí!

Estilo de vida

O sedentarismo não ajuda a sua saúde e muito menos a sua barba. Pode ser que muitos não estejam ligados, mas o estilo de vida que o cara segue influencia bastante no crescimento e na aparência da barba e da pele. A começar pelos hábitos alimentares!

Tudo que você ingere impacta de alguma forma o organismo e, consequentemente, reflete na sua imagem. Gordura, refrigerantes, álcool e cigarro (esse nem precisa falar, né?) são prejudiciais e, em excesso, acarretam no envelhecimento precoce.

A prática de atividades físicas, por sua vez, melhora a circulação sanguínea e aumenta a produção de hormônios, incluindo a tão necessária testosterona, fundamental para “impulsionar” e fortalecer os fios. Sem falar que ajuda a aliviar o estresse do cotidiano — afinal, não rola se esquecer de cuidar da saúde mental, outro item que influencia pra caramba no crescimento da barba.

Como cultivar uma barba legal?

Deixe a barba crescer naturalmente

O primeiro passo é deixar os fios crescerem de boa. Ou seja, nada de “entupir” o rosto com tônicos e loções que são pura química e inclusive podem gerar problemas mais sérios à saúde!

Afinal, não há fórmulas comprovadas no mercado capazes de fazer os pelos crescerem. O que se “empurra” muito por aí, na verdade, não passam de vitaminas (que podem ser naturalmente obtidas na alimentação) e medicamentos e, cá entre nós, remédio só se toma quando tem uma prescrição médica, concorda? Além disso, frequentemente o crescimento temporário de fios é apenas um efeito colateral dentre os vários possíveis. Não existe medicamento feito exclusivamente para o crescimento dos fios.

Deixe os pelos se desenvolverem de forma natural e, no máximo, vá acertando e aparando aqueles mais revoltadinhos. Em geral, em cerca de duas semanas já dá para ver e sentir onde eles mais crescem e até estudar os primeiros desenhos.

Evite coçar a barba

Todo barbudo “sofre” com as coceiras na fase de crescimento. Isso é normal, mas dá para amenizar bastante com shampoos (só os específicos para barba, hein?) e com óleos. Afinal, esses produtos têm ações hidratantes e deixam os fios mais macios, reduzindo as irritações.

O que não rola, de jeito nenhum, é meter as unhas no rosto e achar que isso vai aliviar a coceira. Na verdade, isso só vai ajudar a arrancar os fios pelo bulbo e descamar a pele, podendo causar mais irritação e vermelhidão.

Capriche na alimentação

Lembra que uma das causas da alopecia está relacionada ao desequilíbrio do organismo? Tudo bem que são casos mais extremos! Porém, tudo aquilo que você ingere tem efeito no corpo e, comprovadamente, certos alimentos e práticas saudáveis ajudam a fortalecer, dar mais brilho e vida aos cabelos, o que inclui a barba.

Alguns componentes essenciais são o ômega 3 (sardinha, salmão, chia, nozes etc.), vitamina A e zinco (ovos, beterraba, espinafre etc.). Portanto, não deixe de levar uma vida saudável e mantenha sempre uma dieta equilibrada. Não se esqueça também de beber bastante água e manter-se hidratado.

Acerte nos produtos específicos

Não pense que os produtos de cabelo têm os mesmos efeitos na barba. Ilusão! Afinal, tanto os fios como o próprio couro cabeludo apresentam características bem diferentes do rosto, como a oleosidade, as raízes e a textura.

Portanto, é bom separar um espaço na prateleira do banheiro para produtos exclusivos para a barba e a pele do rosto. Como lista básica e indispensável, destacam-se pelo menos dois que todo barbudo deve ter no nécessaire:

  • shampoo de barba (essencial para higiene do dia a dia. Limpa, hidrata e fortalece);
  • esfoliante de rosto (complementa a higiene, proporcionando uma limpeza bem mais profunda e abrindo os poros).

Inclua certos cuidados diários

Sabendo dos produtos essenciais para cuidar da barba, é hora de colocar outros cuidados em prática. A começar pela higiene diária com o shampoo e o esfoliante, sempre com movimentos circulares e suaves, sem exagerar na quantidade e força.

Depois, acostume-se a usar um pente de barba, que ajuda a desembaraçar possíveis nós e a espalhar melhor os produtos. Cuide sempre dos acessórios, evitando guardá-los molhados ou em locais úmidos.

Enfim, seguindo esses passos, já fica bem mais fácil e viável chegar no espelho e falar “quero ter barba”. Afinal, o maior segredo está nos cuidados que você leva com seus fios e com sua pele. Vale reforçar que muitos outros fatores interferem no crescimento, inclusive genéticos. No entanto, com paciência, perseverança e produtos de qualidade, tenha certeza que os resultados podem ser bem satisfatórios.

Curtiu o post? E você? Quer ter uma barba bem-cuidada? Então, se precisar de mais dicas, sugestões, informações e saber onde montar seu kit de produtos essenciais, corra lá no nosso site. Não falta nada disso por lá!

CM Product Recommendations