tipos de terno

Tipos de terno: você conhece as diferenças de cada um?

Conhecer os tipos de terno é importante para o homem que busca elegância na hora de se vestir, sem errar na escolha para a ocasião. Seja para o trabalho, casamento, festas ou qualquer outro momento importante, a roupa precisa estar adequada ao que pede a circunstância.

Um ajuste acertado e as cores ideais também são preocupações pertinentes para que o uso do terno também envolva conforto — além, é claro, da elegância.

Você conhece as diferenças entre cada uma das variações do terno? O post a seguir vai explicar detalhadamente como são os principais modelos. Acompanhe!

Smoking: um dos mais elegantes tipos de terno

Também conhecido como Black Tie, esse tipo de terno é um dos mais elegantes. Por isso, ele é considerado um traje formal, ideal para eventos noturnos. É um dos looks mais comuns entre os atores presentes na cerimônia do Oscar, por exemplo.

A parte de cima é obrigatoriamente preta ou azul bem escura, com lapelas em cetim ou seda, e usado sempre com uma gravata borboleta seguindo o tom da peça.

A calça segue sempre a mesma cor da parte de cima, assim como o material. O smoking costuma ser usado para festas, premiações e até para casamentos, tanto para os noivos quanto para os convidados.

Fraque: a alternativa ideal para casamentos

O fraque é um dos trajes mais tradicionais usados por noivos em casamentos no Brasil. Ao redor do mundo ele costuma ser direcionado para cerimônias diurnas, mas, por aqui, esse costume não é muito seguido.

Por conta de sua aparência bastante formal, ele deve ser limitado a ocasiões como essa. É preciso ter muito cuidado no seu uso!

A parte de cima tem características próprias e marcantes. Na parte frontal, a peça tem um corte em triângulo, o que resulta em uma cauda na parte de trás, que se estende até, aproximadamente, a região dos joelhos.

O fraque é geralmente usado com um colete cinza por baixo, que cobre a gravata. A calça pode ser preta, mas normalmente também costuma seguir o cinza, podendo apresentar riscas de giz.

Semi-fraque: uma adaptação brasileira

Essa é uma adaptação do fraque criada justamente por nós, brasileiros. Suas características sofreram leves alterações quanto ao fraque original. Na parte de cima, o corte frontal deixa de ser triangular e passa a ser quadrado, mas, ainda assim, um pouco aberto.

A característica mais marcante deste traje também sofre uma mudança. A tradicional cauda se apresenta mais curta, ficando na região abaixo do quadril. O colete e a gravata seguem presentes no semi-fraque.

Blazer: elegância com um toque casual

O blazer é a opção mais casual e informal no uso do terno. Nesse caso, o traje se limita apenas à parte de cima, ou, como se costuma chamar, “casaco”.

Essa peça se encontra nos mais variados tipos de tecido e cores, o que a caracteriza como uma roupa bastante versátil.

A variação de possibilidades faz com que o blazer possa ser usado em ocasiões como o trabalho, sendo combinado com uma camisa e uma calça social ou até mesmo um jeans e sapatênis.

Ele também é uma ótima opção para festas que definem o traje apropriado como esporte fino. Nesse caso, opte por um blazer de cor escura, sendo preto ou azul-marinho. Feche o visual com um sapato.

Estar elegante e bem-vestido passa diretamente pela escolha do traje mais apropriado para a ocasião, sem abusar da formalidade ou da casualidade. Agora que você já conhece os principais tipos de terno, que tal falarmos sobre barba e cabelo?

Newsletter