Quero ter barba. Como fazer?

Olá meu caro confrade que chegou aqui decidido a aprender como cultivar uma bela barba. Tenho uma ótima notícia para te dar, você está no lugar certo!

Nós aqui da BARBA BRAVA não somente vamos te ensinar como ter uma barba e cuidar bem dela, como vamos também trazer até você, todo o material e produtos necessário para deixa-la sempre apresentável e forte!

[uam_ad id="1008"]

Olá, meu caro confrade! Você chegou aqui motivado pelo pensamento “quero ter barba” e está decidido a aprender como cultivar um visual maneiro, não é mesmo? Temos uma ótima notícia para dar: está no lugar certo.

Nós da BARBA BRAVA não somente vamos ensinar a você como ter uma barba de respeito e cuidar bem dela, como também trazer todo o material e os produtos necessários para deixá-la do jeito que você quer: sempre apresentável e forte!

Primeiramente, vamos aos 8 pontos muito importantes que você deve saber e que compõem o que chamamos de “O Gênesis da Barba”. A seguir, mostraremos desde os cuidados mais básicos no início do processo até os passos que deverão ser dados quando o rosto já estiver preenchido com uma camada de fios.

Preparado para embarcar nessa com a gente? Boa leitura e mãos à obra!

1. Ignore a coceira

É logo aqui que vamos separar quem está pronto de verdade e quem ainda não está preparado para carregar o estandarte dos bravos: uma lustrosa Barba Brava. Fique tranquilo porque sabemos que você pertence ao primeiro grupo.

Cultivá-la requer, além de tudo, persistência. Assim que ela começar a crescer, vai coçar — o que é normal. Isso acontece porque o canal folicular (aquele que leva o pelo do folículo, seu ponto de origem, para fora da pele) fica obstruído com gordura ou queratina depois que nos barbeamos.

O fio fica todo enrolado lá dentro, pressionando a pele para fora, gerando inflamação e, às vezes, até dor. Quanto mais você coçar, mais vai ferir a pele ou provocar alguma irritação. Então, resista e relaxe; essa é só a iniciação!

2. Deixe a barba crescer livremente no início

É natural ter o impulso de modelar a barba assim que ela começa a crescer. Afinal, você vai querer que ela fique com um formato que tenha a ver com o seu rosto e personalidade. Mas o que poucos sabem é esse erro pode custar semanas para ser corrigido.

Então, independentemente se você deseja ter uma barba curta ou profética, no começo deixe-a crescer livre por algum tempo. Não se esqueça de penteá-la para que fique sempre arrumada e apresentável.

Espere ela ter de 2,5 a 3,5 cm para, então, começar a moldá-la. Isso vai garantir que toda a barba fique mais uniforme e cheia possível.

3. Aposte na limpeza da barba e da pele

A barba faz parte da personalidade do homem. Então, meu amigo, não deixe os cuidados diários de lado, para que os poderosos fios cresçam fortes e cheios de vida.

Para começar, separe uns minutos do seu dia para fazer a limpeza — duas vezes é o suficiente: uma pela manhã e outra à noite. Não será preciso nem de muito tempo e nem de tanto esforço, mas é importante incluir o hábito na rotina sem se descuidar.

Quando você lava o rosto, a gordura e as impurezas acumuladas na barba dão no pé. Além disso, células mortas são eliminadas. Ó, aqui vai mais uma dica de ouro: água e sabão não dão conta do recado.

Os sabonetes tradicionais tiram toda a oleosidade da região, que é necessária para a proteção, deixando a pele ressecada. Nós, que entendemos de barbas de respeito, indicamos as pastas de limpeza e os shampoos específicos, que abrem os poros e permitem que os fios cresçam de forma saudável. Como os produtos levam óleo vegetal na composição, a irritação e a coceira não terão vez.

Antes de começar a limpeza, entenda o que é melhor para o seu tipo de pele:

  • normal ou mista: fique à vontade para escolher entre o shampoo ou a pasta de limpeza;
  • oleosa: vá de pasta com leve ação esfoliante uma vez por dia e de shampoo na outra;
  • seca: invista no shampoo diariamente e, duas vezes por semana, use a pasta.

Experimente fazer a limpeza e aguarde por resultados impecáveis. Por meio dela, você estimulará o crescimento de fios sedosos e cheios de brilho. Ah, e lembre-se de lavar o rosto com água fria, ok? Ela alivia a coceira e é melhor para a pele.

4. Hidrate a barba

A hidratação está longe de ser só coisa de mulher. O processo repõe a água e os nutrientes perdidos durante o dia, deixando a pele e a barba saudáveis. Para conseguir um efeito irresistível, é necessário que você faça o processo uma vez ao dia.

Quando há falta de proteínas na região, os fios de pontas duplas crescem com fartura e a barba fica com aspecto ressecado. Também sem o devido cuidado, o rosto acumula óleo, provocando a queda dos pelos.

A partir do momento em que você disse “quero ter barba”, assumiu a responsabilidade de deixá-la responsa — afinal, o objetivo não é ter qualquer barbinha. Então, não dispense a hidratação.

Para isso, indicamos os balms (para a raiz dos pelos) e os óleos (para as pontas). Eles podem ser usados em conjunto, mas sem exagero. A sugestão é investir em produtos com fórmula concentrada para que não seja necessário usar grandes quantidades. Além de auxiliar muito na vitalidade dos fios, eles vão durar por meses.

O balm tem textura cremosa e reúne uma série de ingredientes de primeira, como óleos essenciais, manteiga de karité e óleo de argan. Ele é completo porque limpa, refresca, tonifica e controla os fios. Não dá para ignorar, não é mesmo?

Já o óleo, por ser líquido, é absorvido mais facilmente. Enquanto hidrata e dá brilho, o produto também afasta as caspas e deixa a sua barba bem apresentável e organizada. Tudo isso com um perfume que deixará um rastro inesquecível por onde você passar!

5. Alimente-se de maneira equilibrada

Parceiro, você sabe do que a sua barba é feita? Não? Relembrando as aulas de Biologia, entendemos que a composição do estandarte dos bravos leva duas substâncias: proteínas (a queratina é um exemplo) e gordura. Com essa informação, na hora do rango tenha atenção com que o for comer, procurando incluir alimentos equilibrados e que estimulem o crescimento dos fios de forma saudável.

A aparência física é influenciada pela alimentação — e isso inclui a barba. Então, monte um cardápio variado, incluindo, principalmente, as vitaminas A e do complexo B (B3, B5, B6 e 12), os combustíveis dos pelos faciais. Elas estão presentes em folhas verdes, leite, nozes, carnes magras, cenoura e gema de ovo.

Também recomendamos que você diminua o consumo de açúcar porque ele aumenta o processo de envelhecimento da pele e a flacidez, prejudicando a formação de pelos faciais vistosos.

6. Penteie os fios

Quando o seu desejo de ter barba começar a tomar forma e os primeiros resultados aparecerem, não pense que os cuidados terminaram. É justamente nessa fase que você deve intensificá-los.

Além de continuar com a limpeza e a hidratação normalmente, será necessário adquirir um pente de madeira para o seu kit para barba. O material foi criado exclusivamente para alinhar os pelos faciais. Com maior resistência que o plástico, o produto ainda conta com a ação antiestática que ajeita os fios de maneira uniforme, com muito estilo.

Depois de aplicar o balm, experimente modelar a barba com o pente. A diferença será percebida facilmente até mesmo por aquela pessoa que você está tentando impressionar há algum tempo.

7. Aprenda a aparar a barba

Com o tempo, você vai perceber a importância de cuidar do desenho da barba. Os pelos das laterais, por exemplo, costumam crescer muito mais rapidamente do que o restante da composição. Tem também os fios nas bochechas, no pescoço e os que nascem isolados. Ao apará-los, você vai começar a dar forma ao visual imaginado desde o início, mais precisamente na data em que disse “quero ter barba” para si mesmo.

Em um grande dia, chega o momento de usar as ferramentas do barbudo: pente de madeira, tesourinha e máquina de barbear. Vá com calma, fazendo movimentos suaves e precisos. Nada de desespero, porque ele pode prejudicar tudo o que você construiu.

As lâminas geralmente irritam a pele e devem ser evitadas. O ideal é começar tirando o excesso com o pente e a tesoura e finalizar com a máquina. Tudo será mais fácil se a pele estiver hidratada, porque o procedimento evita puxões e cortes e não deixa a região irritada, com vermelhidão.

8. Permita-se mudar de estratégia

Se você já está há uns dois ou três meses nesse processo e os pelos não se desenvolvem (a área continua com grandes falhas e crescimento desigual), talvez seja a hora de mudar de estratégia. Afinal, a barba cheia não é a única opção!

Não é culpa sua e nada foi feito errado — muitas vezes, é puramente uma questão de genética. Mas não fique triste, já que isso abre um grande leque de possibilidades. Já pensou em um elegante cavanhaque?

Que tal um par de possantes costeletas alongadas? Quem sabe um bigode imponente? Ou até aquele aspecto galanteador de barba curta ou por fazer que traz uma legião de fãs?

Então, meu caro amigo, saiba trabalhar com aquilo que a vida lhe dá e faça o seu melhor! A barba grande e volumosa está em alta, mas não é a única alternativa. Ter seu estilo próprio, cheio de atitude e personalidade, conta muito mais no fim das contas.

Fique ligado que em breve tem a continuação deste artigo, em que vamos trazer a segunda fase do projeto “quero ter barba”: vamos falar sobre o gerenciamento do visual!

Enquanto isso, e você? Tem alguma sugestão ou dúvida sobre o processo de crescimento da barba? Fale para gente nos comentários que vamos nos ajudar =)

Este artigo foi enviado como contribuição por um barbudo da nossa comunidade. Se você também gostaria de contribuir, envie e-mail para blog@barbabrava.com.br.

Samuel Falcão é publicitário e diretor executivo da agência Studio 42, em Brasília. Tatuagens, boa cerveja, música e frases de efeito o definem bem, além de ser jogador de F.A. pelo Brasília Alligators. A barba o escolheu para ser seu portador ainda em 2008, e de lá pra cá, vem cultivando este estandarte dos bravos. “Com grandes barbas vem grandes responsabilidades”.

 

[uam_ad id="1012"]

Newsletter